Algas marinhas para alimentação de vacas na maior fábrica de algas do mundo

algaeurope.org   Mulheres de Algas
Volta Greentech

A fábrica de algas marinhas Volta Greentech © Volta Greentech

por Nichola Daunton, Euronews.green

A A startup sueca, Volta Greentech, está construindo a maior fábrica de algas do mundo para criar rações de algas marinhas para o gado que reduzem as emissões. Administrado por um grupo internacional de cientistas e inovadores climáticos, a equipe criou o “Volta Seafeed”, um suplemento feito da alga vermelha Asparagopsis taxiformis.

Os pesquisadores do Volta Greentech dizem que, quando alimentado com vacas em uma dose diária de apenas 100 gramas, o Volta Seafeed reduz as emissões de metano entérico (gás fermentado nos intestinos de vacas, ovelhas e cabras) em até 80 por cento.

A produção de metano por um processo de fermentação natural ocorre no rúmen (o maior dos quatro estômagos de uma vaca). À medida que digerem seus alimentos, hidrogênio e dióxido de carbono são liberados e uma enzima natural combina os dois gases, criando metano no processo. Alimentar uma vaca com 100 gramas de ração de algas marinhas, no entanto, suprime naturalmente essa enzima e as emissões de metano são reduzidas como consequência.

O feed passou por várias rodadas de testes internacionais nos últimos seis anos, e Volta Greentech agora está trabalhando em colaboração com a maior empresa de feed da Suécia, Lantmännen. “O efeito de redução do metano foi amplamente comprovado e agora queremos investigar como isso afeta outros parâmetros”, diz Cecilia Lindahl, desenvolvedora de produtos em Lantmännen. “Queremos saber se as vacas comem da mesma forma a ração, se a produção de leite é afetada em termos de produção e composição. Até agora, os resultados parecem promissores. ”

Aumentando a produção

Com mais de um bilhão de vacas no mundo, aumentar a produção de sua ração de algas marinhas é uma das principais prioridades da empresa sueca. Várias rodadas de investimento significam que ela conseguiu abrir sua primeira fábrica “Volta Factory 1” em Lysekil, que será seguida em 2022 pela “Volta Factory 2,” anunciada como a maior fábrica de algas marinhas do mundo.

A empresa tem como objetivo atacar primeiro o gado sueco, com a esperança de que possa se expandir internacionalmente no futuro.

Todos os direitos reservados. É necessária permissão para reimprimir artigos na íntegra. Deve incluir declaração de direitos autorais e hyperlinks ao vivo. Contato editorial@algaeplanet.com. Algae Planet aceita manuscritos não solicitados para consideração e não se responsabiliza pela validade das alegações feitas no editorial submetido.

Anúncios
Anúncio Algametrics

Subscrever